Nesta quinta-feira (14), o secretário de estado de Saúde do Amazonas, Marcellus José Barroso Campêlo, notificou extrajudicialmente diversas fábricas no estado (incluindo a montadora Honda, Yamaha e Electrolux) determinando a requisição administrativa de eventual estoque ou produção de oxigênio para pacientes internados com a covid-19.

white Martins oxigenio 868x644
Cilindros de oxigênio em fábrica da White Martins

Se houver recalcitrância, fica autorizado o uso de força policial, além de outras medidas coercitivas e restrições. A Moto Honda Brasil já enviou diversos cilindros de oxigênio de seu estoque.

O governo estadual Também editou decreto que institui, pelo período de dez dias, restrição da circulação de pessoas em todos os municípios do estado, das 19 às 6h.

A medida faz parte de uma série de ações elaboradas pelo Executivo para frear o avanço da pandemia de Covid-19, que tem resultado no aumento substancial de diagnósticos, hospitalizações e óbitos na capital e no interior.

O advogado Marco Aurélio Choy, presidente licenciado da OAB-AM e procurador do município de Manaus, observa que se trata de "medida necessária, em tempos tão difíceis. O aumento da demanda, inclusive na rede particular, revela o tamanho da crise humanitária, não sendo momento de apontar culpados, mas de buscar soluções".  Veja a notificação do estado do Amazonas para as empresas cederem o oxigênio em estoque. (Com Migalhas)

Nós apoiamos

Nossos parceiros