Uma pesquisa do PoderData mostrou que 42% dos brasileiros são contrários às mudanças nas regras para permitir a reeleição dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

O levantamento, realizado entre 27 e 30 de setembro, revelou que 25% são a favor da medida. Outros 33% não souberam responder. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 28 a 30 de setembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 423 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Quem mais rejeita a reeleição:

  • homens (57%);
  • quem tem ensino superior (64%);
  • quem ganha mais de 10 salários mínimos (68%);
  • quem ganha de 5 a 10 salários mínimos (70%).

Quem aceita:

Os únicos grupos em que o apoio à mudança supera a desaprovação é o dos moradores do Sul (47%) e de quem de 16 a 24 anos (23%). 

A mudança

Na 1ª semana de fevereiro a Câmara e o Senado têm que eleger novos presidentes. Maia e Alcolumbre tentam continuar no cargo, com estratégias distintas para contornar a determinação constitucional que os impede de comandar as Casas do Congresso depois de 31 de janeiro de 2021.

No Senado, Alcolumbre tenta utilizar 1 parecer jurídico, assinado por advogados de renome, e assim tentar consolidar a reeleição. No Supremo Tribunal Federal há uma chance real de que a tese seja aceita.

Na Câmara, Maia deve defender um argumento similar ao que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso utilizou em 1997, para aprovar a possibilidade de se reeleger no ano seguinte: todos têm direito a uma reeleição. No entanto, o deputado do DEM está no cargo desde 2016, quando substituiu Eduardo Cunha. Cumpriu um mandato completo de 2 anos em 2017 e 2018 e agora está no 5º ano de comando da Câmara.

Reeleição x avaliação de bolsonaro

A proporção mais alta de rejeição à que rejeita a reeleição (46%) é de quem avalia o mandatário como “ruim” ou “péssimo”. Entre quem considerou “ótimo” ou “bom”, 42% são contrários à reeleição.

Em média, 1/3 dos entrevistados não souberam responder à questão do PoderData. Entre quem avaliou o presidente como “regular”, 28% são a favor e 36% se opõem.

Fonte: Pode360

Nós apoiamos

Nossos parceiros