PDT lança candidatura de Ciro Gomes à Presidência

Share

O PDT confirmou, na última sexta-feira (20), a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido. O presidente do PDT, Carlos Lupi, afirmou que “Ciro tem a responsabilidade de ser a síntese do Brasil soberano, mais justo e mais solidário”. O candidato à vice-presidente e as demais legendas que integrarão a chapa de Ciro Gomes ainda não foram definidos.

Marcelo Camargo | Agência Brasil
ciro gomes

A convenção reuniu integrantes do Diretório Nacional e do Conselho Político, representantes de movimentos sociais vinculados ao partido, senadores, deputados federais e estaduais, delegados e presidentes das comissões provisórias.

A expectativa da cúpula do PDT é que a eleição presidencial alavanque o partido nos estados. Lupi tem falado em eleger este ano bancada de pelo menos 40 deputados federais. Atualmente o partido tem 19 deputados federais e 3 senadores.

Até agora, o PDT tem 8 nomes para disputar os governos estaduais: Waldez Góes (AP), Lígia Feliciano (PB), Carlos Eduardo Alves (RN), Jairo Jorge (RS), Pedro Fernandes (RJ), Acir Gurgacz (RO), Odilon de Oliveira (MS) e Osmar Dias (PR).

Outros candidatos
Nos primeiros 3 dias de convenções nacionais, outros 3 candidatos a presidente da República foram confirmados pelos partidos políticos, além de Ciro Gomes. São eles: Paulo Rabello de Castro (PSC), Guilherme Boulos (PSol) e Vera Lúcia (PSTU). Enquanto o PSol e o PSTU lançaram a chapa completa, o PDT e o PSC ainda vão escolher os candidatos a vice-presidente.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) também foi confirmado no último domingo (22) como o candidato à Presidência da República nas eleições deste ano pelo Partido Social Liberal (PSL). Embora presente à convenção do partido ao qual se filiou, a advogada Janaina Paschoal disse que ainda não aceitou o convite para ser vice.

O PMN e o Avante realizaram no último sábado (21) convenções nacionais e decidiram não lançar candidatos a presidente da República. Na convenção, o Avante decidiu dar prioridade à eleição de deputados federais: terá chapa com cerca de 80 nomes e pretende eleger pelo menos 5.

Nós apoiamos

Nossos parceiros