[TRABALHO INFANTIL] Turma do Plenarinho é escolhida para campanha mundial

Share

No dia 12 de junho é comemorado no Brasil e no mundo o "Dia de Combate ao Trabalho Infantil". Para alcançar as crianças na campanha de conscientização deste ano, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) vai usar a revista em quadrinhos do Plenarinho, com os personagens do site infantil da Câmara dos Deputados.
Integrantes da OIT passaram mais de um ano analisando personagens criados por órgãos e instituições de todo o mundo, até eleger a turma do Plenarinho. O acordo entre a OIT e a Câmara prevê que o organismo internacional, que é ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), será responsável pela impressão. O conteúdo e arte ficaram sob a responsabilidade da equipe que edita a revista do Plenarinho.
A primeira tiragem da revista, que já está no seu terceiro ano e na quinta edição, é de 162 mil exemplares, e a distribuição está a cargo dos parceiros envolvidos na campanha, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, entre outros.
Personagens
A Turma do Plenarinho e a professora Josefa são os protagonistas da revista numa história de combate ao trabalho infantil e do esforço para trazer de volta à escola Zeca, que foi trabalhar na roça; João Pedro, vendedor de balinhas nos sinais de trânsito; e Jana, que foi trabalhar com a madrinha.

 

Essas situações se repetem no universo das crianças em todas as regiões do País. Para resgatar os amigos, a turma conta com a força do cata-vento de cinco pontas, que tem cinco cores diferentes e representa os continentes e seus povos na luta pelo fim do trabalho infantil.
"Este é o primeiro acordo da equipe do Plenarinho com um organismo internacional. Com isso, nós conseguiremos alcançar maior número de leitores e informá-los, já que nosso material didático tem pouca tiragem", ressalta a coordenadora do Plenarinho, Raquel Mesquita.
Deputada mirim
Além da história, a revista contém passatempos, reportagens, glossário e um bloco especial com Karine Souza, de apenas 11 anos. Ela criou um projeto de lei sobre o trabalho infantil na última edição do projeto Câmara Mirim, que reuniu no ano passado cerca de 400 crianças, entre 9 e 13 anos, que votaram simbolicamente três projetos de lei selecionados por uma equipe do site.
O projeto criado por Karine proíbe o trabalho infantil e determina que as escolas públicas funcionem em tempo integral, com três refeições diárias para os alunos e bolsa-escola para as famílias, quando for comprovada a carência.
Está prevista uma segunda tiragem desta edição da revista, também de 162 mil exemplares, para ser distribuída em escolas do ensino fundamental nas redes públicas e privadas de todo o País. (Fonte: Agência Câmara)

Nós apoiamos

Nossos parceiros