Veja mais Agência DIAP

[FUSÃO DE BANCOS] Centrais se manifestam apreensivas com unificação do Itaú e Unibanco

Share

Em notas oficiais, três da seis centrais sindicais brasileiras reconhecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego – CUT, Força Sindical e CTB, até o momento, se manifestaram apreensivas em relação à fusão do Itaú com o Unibanco, anunciada nesta segunda-feira (3), com pompa e circunstância pela mídia.

 

As centrais estão preocupadas com a manutenção do emprego dos bancários das duas instituições financeiras e também com as conseqüências dessa decisão para os clientes.

 

A CUT, em sua nota, diz que “a concentração do sistema financeiro representa um risco para os empregos e para os direitos dos trabalhadores bancários, como historicamente demonstram as fusões ocorridas nos últimos anos, sobretudo as conduzidas pelo Banco Itaú".

 

“A CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, em aliança com outras centrais e as entidades sindicais que representam a categoria, manifesta sua posição contra a fusão e exige a abertura de negociações com o movimento sindical para preservar o emprego e os interesses da categoria e dos clientes”.

 

“Esperamos ainda que a medida não ocasione demissões no setor. É importante que o governo abra negociação com as centrais sindicais para evitar desemprego nesta área sensível, justamente neste momento de crise econômica internacional”, se preocupa a Força Sindical.

 

Mais que anunciar as vantagens para as instituições, pois elas são óbvias, do contrário não se fundiriam, é preciso examinar o significado disso para a economia nacional, para os funcionários, sobretudo neste momento de apreensão geral em razão da crise financeira internacional, e por fim, para os clientes.

 

Sim, pois, se a fusão que é vantajosa para a instituição e seus acionistas significar demissão, enxugamento de pessoal e aumento de tarifas por conta da força do conglomerado, aí o Governo precisa examinar se é isso mesmo que deve ser feito.

 

Leia mais:

Itaú e Unibanco se fundem e viram maior banco do hemisfério sul

Agenda Política

Substitutivo do relator pode ser votado na comissão. Depois, no plenário
Texto do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), continua restritivo
Tema da audiência é a “representação dos trabalhadores e representação sindical”
A reunião de instalação vai ser no plenário 15, da Ala senador Alexandre Costa
Audiência pública acontece nesta segunda-feira (24), às 9h, no colegiado
Agenda completa

Notícias

Veja mais notícias

Publicações do Diap

  1. Estudos Políticos
  2. Quem foi Quem
  3. Estudos Técnicos
  4. Cabeças do CN
  5. Educação Política
Veja mais publicações

Canal Diap

Acessar o canal

Nós apoiamos

Nossos parceiros