Veja mais Agência DIAP

[POSIÇÃO DA CVM] Governo ainda precisa avalizar fusão entre Itaú e Unibanco

Share

O Governo Federal ainda vai analisar as condições da operação que culminou na fusão dos bancos Itaú e Unibanco, anunciada nesta segunda-feira (3). A análise será feita pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O objetivo é garantir que os acionistas minoritários não tenham prejuízos com a operação. Por enquanto, a CVM informa que não houve irregularidades no processo.

 

A superintendente de Relações com Empresas da CVM, Elizabeth Machado, explica que, com a fusão, o Itaú vai incorporar as ações do Unibanco. “A CVM tem que analisar o direito do [acionista] minoritário, ou seja, se a troca é feita de forma eqüitativa, justa. Se o direto do minoritário está sendo garantido na operação”, disse.

 

De acordo com ela, na migração de uma empresa para outra, os acionistas minoritários podem ser prejudicados com a perda de participação na nova holding. “Dependendo de como a relação de troca é fixada, o acionista pode ter prejuízo. Teremos um longo trabalho pela frente para analisar isso”.

 

A superintendente também explica que a CVM vai analisar “como um todo” as condições da divulgação da fusão, o que implica acompanhar as convocações de assembléias e o detalhamento da operação. “Em princípio, a primeira divulgação foi feita de forma correta, agora virão as assembléias e os detalhes”.

 

Hoje pela manhã, o Banco Itaú e o Unibanco comunicaram a fusão ao mercado financeiro em fato relevante enviado à CVM. O aviso foi feito antes da abertura do pregão da Bolsa de Valores. Com a associação, a holding deverá figurar entre as 20 maiores instituições financeiras do mundo.

 

Além da análise da CVM, o negócio entre os dois bancos precisa passar por órgãos reguladores como o Banco Central e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), do Ministério da Justiça. (Fonte: Agência Brasil)

Agenda Política

Destaque para Comissão de Seguridade, cuja pauta consta regulamentação de aposentadoria especial de servidor
Continua na pauta da Seguridade Social projeto que trata regulamentação de aposentadoria especial de servidor
Comissão de Seguridade Social pode votar aposentadoria especial de servidor
Veja o que poderá ser deliberado nos colegiados temáticos nesta semana
Veja o que poderá ser deliberado nos colegiados temáticos nesta semana
Há duas propostas na Câmara dos Deputados em tramitação. A outra é a PEC 282/16
PLS 206/17 determina que dinheiro será depositado no início de cada mês junho, em ano eleitoral
Agenda completa

Notícias

Veja mais notícias

Publicações do Diap

  1. Estudos Políticos
  2. Quem foi Quem
  3. Estudos Técnicos
  4. Cabeças do CN
  5. Educação Política
Veja mais publicações

Canal Diap

Acessar o canal

Nós apoiamos

Nossos parceiros