Alcolumbre diz que reforma da Previdência pode ser enviada à CCJ já nesta quinta (8)

Share

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que assim que receber a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19) da Câmara dos Deputados a matéria vai ser encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A expectativa é que o texto, cuja votação em 2º turno foi concluída nesta quarta-feira (7) pelos deputados, seja encaminhada ao Senado nesta quinta-feira (8). Na Agência Senado

presidente senado davi alcolumbre
Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), concede entrevista. Foto: Roque de Sá | Agência Senado

Segundo Alcolumbre, a ideia é que a presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), e o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) — que deve ser o relator da matéria — acertem cronograma mínimo de debates sobre a reforma. Ele disse ainda que os líderes de todos os partidos terão direito a sugerir audiências e debates e opinar sobre o calendário da tramitação da reforma, sempre respeitando o Regimento Interno.

Leia também:
Conheça tramitação da reforma da Previdência (PEC 6) no Senado

“Não é bom estabelecer um prazo, mas dentro desse cronograma teremos entre 45 e 65 dias para debater a matéria”, declarou Alcolumbre, ao fim da ordem do dia desta quarta-feira (7).

O presidente também admitiu a apresentação de uma “PEC paralela”, que aproveitaria o texto aprovado pela Câmara dos Deputados e incluiria outros pontos na reforma da Previdência.

“Essa PEC paralela se daria a partir de um destaque apresentado em plenário. O Senado está comprometido em fazer uma reforma única, que atenda União, estados e municípios”, explicou.

Nós apoiamos

Nossos parceiros