Câmara com pauta cheia; prisão de Lula impacta agenda da Casa

Share

Constam do plenário da Câmara dos Deputados, nesta semana, várias matérias importantes. Mas que podem ser impactadas em razão da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

congresso nacional 13 03 17

Importante destacar, que a Casa encerrou a semana de 2 a 6 de abril sem votações em virtude da obstrução liderada por partidos de oposição motivada pelo julgamento, no Supremo Tribunal Federal (STF), de habeas corpus preventivo em defesa do ex-presidente Lula. Os líderes partidários acreditam que a proximidade do prazo final para a janela partidária – sábado (7) – também influenciou a pauta da Casa.

E esta semana não vai ser diferente, em razão do encarceramento do ex-presidente Lula.

Privatização da Petrobras
Na terça-feira (10), o plenário da Casa, a partir das 9h30, vai se transformar em comissão geral para debater “os impactos dos desinvestimentos da Petrobras na indústria nacional e as consequências na economia da Bahia e de Sergipe”.

Propriedade industrial
O plenário da Câmara dos Deputados poderá deliberar, na quarta-feira (11), o PL 333/99, que regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Está ainda na pauta o PL 669/02, que inclui como crime contra a Saúde Pública o exercício ilegal das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Agrônomo.

Reoneração da folha de pagamento
Consta da pauta também o PL 8.456/17, sobre a reoneração da folha de pagamentos.

Custeio da Previdência
Foi pautado ainda o PL 7.078/02, que consolida a legislação sobre os Planos de Benefícios e Custeio da Previdência Social, e sobre a organização da Seguridade Social.


COMISSÃO ESPECIAL

Privatização da Eletrobras
Colegiado que analisa o PL 9.463/18, que trata da privatização da Eletrobras, vai definir, nesta terça-feira (10), às 14h30, o roteiro de trabalho do relator, deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA). Também está prevista a deliberação de requerimentos. Vai ser no plenário 5.

O relator apresentou roteiro de trabalho, mas os demais integrantes do colegiado ainda precisam aprová-lo.

No plano, Aleluia propôs a apresentação de seu relatório entre os dias 23 e 24 de abril e o debate em torno de 6 eixos:

- a posição do governo e da diretoria da estatal;

- a revitalização da bacia do Rio São Francisco;

- as pesquisas no setor elétrico;

- a nova estatal que vai controlar a Eletronuclear e a parte brasileira de Itaipu;

- o impacto tarifário e social da desestatização; e

- a definição da participação acionária do governo na empresa privatizada.


COMISSÕES PERMANENTES

Instalação dos colegiados
A Câmara dos Deputados deve instalar, nesta quarta-feira (11), a partir das 10 horas, mais 8 comissões permanentes. Na semana passada, 16 dos 25 colegiados elegeram os seus presidentes.

Leia também:
Câmara instala 10 comissões; outras 15 tiveram adiada a eleição para presidente

Está prevista a eleição dos presidentes dos seguintes colegiados:

- de Meio Ambiente, no plenário 2;

- de Desenvolvimento Econômico, no plenário 5;

- de Direitos Humanos, plenário 9;

- de Cultura, no plenário 10;

- de Ciência e Tecnologia, no plenário 13;

- de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, no plenário 14;

- de Defesa dos Direitos da Mulher, no plenário 15; e

- de Desenvolvimento Urbano, no plenário 16.

Problema técnico no sistema de votação da Comissão de Legislação Participativa, também instalada semana passada, exigirá que seja refeita a eleição para presidente do colegiado. O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) deverá ser confirmado no cargo na quarta-feira (11), às 10 horas, no plenário 3.


SENADO FEDERAL

Plenário concentra-se na pauta da segurança pública

A partir de terça-feira (10), o plenário da Casa pode deliberar sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) - Complementar 90/07, que altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para assegurar que recursos voltados à segurança pública não sejam objeto de limitação de empenho e movimentação financeira.


COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

Elegibilidade de dirigentes sindicais
Colegiado reúne-se, na quarta-feira (11), a partir das 10 horas, o PLS 366/12, que altera as condições de elegibilidade para servidores públicos ativos e dirigentes sindicais. Vai ser no plenário 3, na Ala Senador Alexandre Costa.


COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS

Previdência do servidor
O colegiado pode apreciar, nesta quarta-feira (11), a partir das 9 horas, o PLS 395/17 Complementar, que dispõe sobre a compensação financeira entre os Regimes Próprios de Previdência dos servidores titulares de cargos efetivos de entes da federação, e o PLS 157/17, para dispor sobre a assistência psiquiátrica e psicológica a ser oferecida a médicos residentes e a alunos de graduação em Medicina. Reunião vai ser no plenário 9, na Ala Senador Alexandre Costa.

Nós apoiamos

Nossos parceiros