Ultratividade: decisão do Supremo

Share

Por pressão de confederação patronal, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu, no dia 14 de outubro, medida cautelar para suspender todos os processos e efeitos de decisões no âmbito da Justiça do Trabalho que discutam a aplicação da ultratividade de normas de acordos e de convenções coletivas de trabalho. Leia matéria completa

Nós apoiamos

Nossos parceiros