[FALECIMENTO] Deputado Enéas morre e jargão da campanha entra para a história da política nacional

Share

Morreu aos 68 anos o deputado federal Enéas Carneiro (PR/SP). O slogan de sua campanha eleitoral "meu nome é Enéas" entra para a história da política nacional

 

Deputado, médico, professor universitário. Enéas foi fundador e presidente nacional do Partido da Reedificação da Ordem Nacional (Prona). Foi candidato à Presidência da República nas eleições de 1990, 1994 e 1998, quando ficou conhecido pelo jargão “meu nome é Enéas”. O slogan da campanha foi a saída encontrada pelo candidato para o pouco tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV.

 

Disputas eleitorais

Na disputa presidencial de 1990 Enéas conquistou 360.574 votos. Voltou a concorrer ao cargo em 1994 e 1998, quando obteve 4.671.457 e 1.447.090 votos, respectivamente.

 

Antes de se candidatar a deputado federal, Enéas chegou a disputar a Prefeitura de São Paulo, quando obteve apenas 3% dos votos válidos.

 

Enéas estreou na Câmara dos Deputados em 2002 após ter recebido a maior votação do Estado de São Paulo, ultrapassando a barreira de 1 milhão e 500 mil votos. Nas eleições de 2006,  renovou o mandato de deputado federal após ter recebido 386.905 votos.

 

Na última eleição, para superar a cláusula de barreira, o Prona fundiu-se ao PL e fundaram o Partido Republicano (PR).

 

Morte

Enéas Ferreira Carneiro nasceu no dia 5 de novembro de 1938, em Rio Branco, Acre. Sofrendo de leucemia a meses, o deputado não resistiu e faleceu no último domingo, 6/5.

 

Quem assume a vaga

Na vaga parlamentar deixada por Enéas vai ser efetivada a deputada Luciana de Almeida Costa (PR). Natural de Barretos (SP), a parlamentar foi assessora de Enéas.

 

Dentista, 33 anos, Luciana recebeu apenas 3.980 votos nas eleições do ano passado.

Nós apoiamos

Nossos parceiros