Veja mais Agência DIAP

Antônio A . Queiroz: Reflexões sobre a reforma política

Share

“A falta de educação política e os custos da participação só serão superados com mudança cultural dos eleitores e principalmente das lideranças políticas e partidárias. Enquanto as pessoas não souberem o que são, para que servem, o que fazem e como funcionam as instituições, não haverá representação política autêntica, com participação e controle político e social.” Antônio Queiroz

Em face do debate na Câmara dos Deputados, recorrente, diga-se de passagem, sobre a reforma política, republicamos artigo do diretor de Documentação do DIAP, Antônio Augusto de Queiroz, sobre o tema. Publicada em 2015, a reflexão está atualíssima, na medida em que este problema ainda não foi equacionado e os grandes partidos da Casa (PMDB, PSDB e DEM), recorrem mais uma vez à solução que ao invés de resolver o problema aprofunda-o.

Leia também:
Reforma política: o que mudaria com o ‘Distritão’ ou fim das coligações

Crise de representação faz Câmara priorizar Reforma Política

Comissão especial aprova “distritão”; mas não passa no plenário

Nós apoiamos

Nossos parceiros