Veja mais Agência DIAP
Publicações do DIAP
Início Pesquisar Downloads
 
   
Boletim do DIAP

O Boletim do DIAP registra, em edição mensal, os principais temas da conjuntura, com dados, informações e análise sobre os temas de interesse dos trabalhadores, servidores, aposentados e da sociedade. São informações a respeito da vida política, econômica e social dos brasileiros, além de recomendações que possibilitem a instrução de ações de cidadania. A publicação é mensal.

   
   
Cartilha Políticas Públicas e Ciclo Orçamentário

O objetivo dessa cartilha é chamar atenção para a importância e a necessidade de o cidadão conhecer, entender, discutir e participar da formulação, implementação e fiscalização das políticas públicas, bem como apontar fontes de acesso a dados e informações úteis ao exercício pleno da cidadania, como recomendam as leis de transparência e de acesso à informação.

   
   
Os Cabeças do Congresso Nacional

O objetivo da série "Os Cabeças" do Congresso Nacional – produto de acompanhamento permanente e sistemático do DIAP desde 1986 – é fornecer ao movimento social e sindical uma radiografia dos principais interlocutores e definidores da agenda legislativa do Congresso Nacional. São "Cabeças" do Congresso Nacional 100 parlamentares que na visão do DIAP atuam, influem e decidem a agenda do Parlamento.

   
   
Análise de conjuntura: como e por que fazê-la

Essa publicação é a 7ª edição da série “Educação Política” e tem por finalidade desenvolver uma ferramenta, com um método para leitura da realidade, que organize a reflexão dos dirigentes sindicais e militantes políticos, sem o qual parece impossível processar o volume diário de informações que recebemos. Em tempos de crise, de ajuste fiscal, de recessão e de investida neoliberal, em que a luta dos trabalhadores e suas organizações é mais de resistência, é fundamental que a liderança sindical seja capaz de fazer a sua própria análise da situação e não depender da análise de outrem, muito menos da mídia.

   
   
Agenda Legislativa dos Trabalhadores

Após o sucesso da primeira edição da série “Agenda Legislativa dos Trabalhadores no Congresso”, o DIAP tem a satisfação de lançar a segunda edição, relativa ao ano de 2014, com os principais projetos de interesse dos assalariados: trabalhadores do setor privado, servidores públicos, aposentados e pensionistas. O objetivo desta publicação é alertar e despertar os trabalhadores, os militantes, as lideranças sindicais e todos que vivem de seu trabalho a cobrarem dos governantes políticas públicas que valorizem aqueles que são os verdadeiros responsáveis pela geração da riqueza no País. Não existe crescimento nem prosperidade sem o concurso do trabalho, que precisa ser digno e bem remunerado.

   
   
Eleições Municipais 2016 - Orientação a candidatos e eleitores

A cartilha da série “Educação Política” é a 3ª publicação do Diap que trata da estratégia da entidade de valorização do voto consciente, da luta pela equidade nas disputas eleitorais e da defesa da ética na política e da transparência no exercício de funções públicas, que são pressupostos indispensáveis ao processo democrático.

   
   
Relações Institucionais e Governamentais: o que é, como e onde se faz

É com satisfação que o DIAP lança a cartilha “Relações Institucionais e Governamentais: o que é, como e onde se faz”, mais uma publicação da série “Educação Política”, para contribuir com o esforço de formação e qualificação dos setores organizados na relação com os poderes constituídos.

O objetivo desta cartilha é chamar atenção para a importância e a necessidade da atividade de relações institucionais e governamentais. De um lado para facilitar a interação entre os atores governamentais e não governamentais no processo de tomada de decisão, e, de outro, para assegurar que os agentes sociais e econômicos tenham o mesmo nível de conhecimento do governo sobre os emas objeto de debate ou deliberação no âmbito dos Poderes.

 
   
   
Radiografia do Novo Congresso

A publicação tem como propósito apresentar uma radiografia do Congresso Nacional eleito em cada pleito (1990, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014). O DIAP registra e analisa o processo eleitoral, pontuando seu eixo central e suas principais características, traça o perfil socioeconômico da Câmara e do Senado, além de relatar detalhadamente a situação de cada um dos atuais e novos parlamentares em suas respectivas unidades da Federação.

   
   
Poder Legislativo: como é organizado, o que faz e como funciona

A presente publicação, que faz parte da série Estudos Políticos do Diap, com o sugestivo título "Poder Legislativo: como é organizado, o que faz e como funciona", tem por finalidade levar ao conhecimento da população informações acerca do que são, o que fazem e como funcionam as instituições do Poder Legislativo brasileiro. A cartilha preenche uma lacuna na formação cívica de estudantes, trabalhadores, empresários, militantes políticos e sociais e dos próprios jornalistas sobre o Poder Legislativo, cujo objetivo, nas democracias, é representar os cidadãos, elaborar e aprovar as leis, fiscalizar o Poder Executivo, contrabalançando suas prerrogativas, e reconhecer, garantir e proteger as liberdades e os direitos fundamentais da cidadania.

   
   
Radiografia das Eleições 2014 nos Estados

A Queiroz Assessoria Parlamentar e Sindical e Contatos Assessoria Parlamentar elaborou o mais completo levantamento das eleições de 2014 para os governos estaduais e o Congresso Nacional (Câmara dos Deputados e Senado Federal). O estudo, que envolve cada uma das 27 unidades da Federação, está estruturado em três tópicos: 1) retrospectiva da eleição de 2010; 2) aspectos gerais da eleição de 2014 em cada estado; e 3) detalhe das candidaturas e os candidatos com chance na disputa para os cargos de governador, senador e deputado federal.

   
   
Eleições Gerais 2014 - Orientação a Candidatos e Eleitores

É com satisfação que o Diap lança a quinta publicação da série “Educação Política”. As anteriores foram “Cartilha do Cidadão Consciente”, “Noções de Política e Cidadania no Brasil”, “Para que serve e o que faz o movimento sindical” e “Reforma Política e Regime Representativo”. O propósito desta cartilha sobre eleições - com dicas a eleitores e candidatos para a conquista de mandatos legítimos - é valorizar o voto consciente, defender a ética na política e a transparência no exercício de funções públicas, pressupostos que dependem de uma boa escolha.

   
   
A nova Previdência dos Servidores - Regimes Próprio e Complementar

Com o propósito de esclarecer dúvidas a respeito das mudanças de- correntes das reformas da Previdência (Emendas Constitucionais 20/1998, 41/2003, 47/2005 e 70/2012) e da adoção da Previdência Complementar do Servidor Público, o DIAP resolveu editar esta cartilha, sobre o Regime Próprio e o Regime Complementar de Previdência, sob a forma de perguntas e respostas.

   
   
Reforma Política e Regime Representativo

A nova edição da série Educação Política do Diap está disponível. Trata-se da Cartilha: "Reforma Política e Regime Representativo", que tem por finalidade proporcionar aos leitores uma visão ampla do sistema político brasileiro, do regime representativo e do sistema eleitoral e partidário. A publicação sob a forma de perguntas e respostas joga luzes sobre os principais temas em debate na reforma política, com esclarecimentos sobre pontos cruciais de reforma, como ampliação dos mecanismos de democraticia participativa, financiamento de campanhas, voto proporcional e suas variações, voto distrital, voto facultativo, destituição de mandatos, coligações e federações de partidos, quociente eleitoral e partidário, candidaturas avulsas, entre outras.

   
   
Para que serve o que faz o movimento sindical

Depois do sucesso da cartilha “Noções de Política e Cidadania no Brasil”, o Diap tem a satisfação de lançar a segunda publicação da série “Educação Política”. Trata-se da cartilha “Para que serve e o que faz o movimento sindical”. O objetivo desta cartilha, assim como a anterior, é estimular ações de cidadania e despertar os trabalhadores para a importância da militância sindical, chamando atenção para o papel dos sindicatos na construção de consciência da classe trabalhadora e, em consequência, na organização e fortalecimento das bases sociais da democracia.

   
   
Dicionário de Políticas Públicas

A Faculdade de Políticas Públicas “Tancredo Neves”, Campus Belo Horizonte, da Universidade do Estado de Minas Gerais apresenta o Dicionário de Políticas Públicas, cujo objetivo é disponibilizar conceitos relacionados à teoria e à prática das políticas públicas para estudantes, pesquisadores, gestores públicos e cidadãos interessados na compreensão da gestão pública contemporânea e suas relações internas e externas.

   
   
Noções de Política e Cidadania no Brasil
 

A publicação, enfocando as dimensões da política, aborda conceitos, detalha princípios, estimula a cidadania, explica o papel do Estado, do Governo e de suas instituições, enfim, alerta para os direitos e deveres, além de fazer um chamamento à participação política, especialmente junto ao primeiro setor (o Governo, que tem a primazia de administrar o uso de bens públicos para fins públicos) e o terceiro setor (organizações não-governamentais, privadas sem fins lucrativos, que desempenham ações de caráter público). Por sua vez, o segundo setor é formado pelo mercado, que representa as empresas com fins lucrativos.

   
   
Diálogos da Cidadania: Enfrentamento ao Trabalho Escravo

Para celebrar o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, 28 de janeiro, disponibilizamos a cartilha DIÁLOGOS DA CIDADANIA: ENFRENTAMENTO AO TRABALHO ESCRAVO, editada pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, órgão do Ministério Público Federal.

O Diap, contemporâneo de outras organizações na defesa do trabalhador, não tem poupado esforços, dentro de sua área de atuação, na criação e alteração de normas legais com o intuito de coibir e extinguir as condições análogas ao trabalho escravo.

A Cartilha soma-se ao rol de ferramentas publicadas e disponíveis para baixar gratuitamente em nosso portal, com o objetivo de esclarecer e fortalecer o debate na defesa dos trabalhadores.

 

   
   
Cartilha dos Direitos dos Trabalhadores - Eu e Meu Emprego

A Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, através de seu diretor, tem o prazer de apresentar a Cartilha dos Direitos Trabalhsitas - Eu e Meu Emprego. A finalidade é divulgar, de forma clara, concisa e objetiva, os direitos básicos dos trabalhadores (urbanos e rurais), incluindo-se as regras que tratam de direito ao salário mínimo, jornada de trabalho, horas extras, FGTS, seguro desemprego, anotação de Carteira de Trabalho, Previdência Social, licenças paternidade, maternidade, para tratamento de saúde e acidente do trabalho.

   
   
Perfil Parlamentar da Legislatura 2011-2015

O DIAP divulga o perfil parlamentar, um pequeno espelho com dois tipos de informações úteis sobre os deputados e senadores: um com dados biográficos e cadastrais, incluindo foto; e outro com informações políticas e financeiras. No primeiro grupo estão:

  1. o nome parlamentar,
  2. os contatos (e-mail, telefones e endereço),
  3. o grau de formação e a profissão,
  4. o estado civil, a naturalidade e nacionalidade,
  5. o número de legislatura ou de mandatos, e
  6. as comissões de que faz parte.

No segundo grupo estão reunidas informações sobre:

  1. a coligação pela qual se elegeu,
  2. o nome, número e partido pelo qual concorreu,
  3. a idade no momento da eleição,
  4. o número de votos obtidos,
  5. as bases eleitorais,
  6. o valor total dos bens declarados, e
  7. o valor total das doações que recebeu para sua campanha.
   
   
Seminário Desoneração da Folha

A ANFIP, sempre na vanguarda dos acontecimentos, realizou no dia 07 de junho, na Câmara dos Deputados, um seminário sobre a desoneração da Folha de Pagamento para debater a questão da flexibilidade da cota patronal previdenciária que vem sendo motivo de intenso debate entre os tributaristas e em círculos empresariais e parlamentares.

   
   
Os dez parlamentares mais influentes do Congresso

O DIAP faz anualmente pesquisa com os 100 "Cabeças" do Congresso para a eleição dos 10 parlamentares mais influentes. Os cabeças indicam, segundo seu critério e visão pessoal, os dez parlamentares (deputados e senadores) que julgue serem os mais influentes do Poder Legislativo Federal, independentemente de estarem ou não na lista do DIAP. Em 2011, a consulta aos parlamentares aconteceu entre os dias 26 de outubro e 1º de dezembro, tendo votado 65 congressistas, sendo 43 deputados e 22 senadores.

   
   
Publicações da ANFIP

A ANFIP - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil e a sua Fundação oferece a você trabalhador, periodicamente, livros, análises e cartilhas que abordam temas de vasto espectro sobre a previência social, de reconhecida qualidade nacional, com apresentação de sugestões para o aperfeiçoamento do sistema. Para a produção do material de consulta, tem sido fundamental o trabalho da Fundação ANFIP de seguridade Social, o centro de execelência da entidade, que dá suporte e apoio técnico na concepção, elaboração e produção de estudos, análises e pareceres sobre assuntos da seguridade social em geral e da Receita Federal em particular. Além dessas publicações confira outras no portal da entidade!

   
   
Relatório sobre Reforma Política - Março de 2011

Este breve estudo do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar - Diap, com cenários sobre a composição das bancadas na Câmara Federal na hipótese do fim das coligações nas eleições proporcionais ou da adoção do voto majoritário, o "Distritão", tem por objetivo contribuir com o debate da reforma política.

   
   
Por dentro do governo - como funciona a máquina pública - Dezembro de 2009

O DIAP apresenta às entidades filiadas e à sociedade em geral a nova publicação de autoria do jornalista, analista política e diretor de Documentação do Departamento, Antônio Augusto de Queiroz. O livro “Por dentro do governo: como funciona a máquina pública” faz uma radiografia do governo brasileiro, mostrando seus instrumentos e mecanismos de funcionamento.

   
   
Por dentro do processo decisório - como se fazem as leis - Abril de 2006

Com o sugestivo título “Por dentro do processo decisório – como se fazem as leis”, a publicação tem o objetivo de instruir ações de cidadania e dos grupos de pressão no Congresso Nacional. O livro faz uma verdadeira radiografia sobre o processo decisório: as estruturas e instâncias decisórias, os atores, as regras, o ambiente político, as táticas e estratégias empregadas, além de dicas importantes sobre o trabalho dos grupos de pressão.

   
   
Perfil, Propostas e Perspectivas do Governo

A publicação pertence à série Estudos Políticos, que antecipa os desafios estruturais, a agenda oficial, o discurso de sustentação, a estratégia para aprovação das reformas no Congresso e, principalmente, os operadores políticos do novo governo. Com essa publicação, a equipe do DIAP faz um amplo diagnóstico e um bom prognóstico sobre o Governo Lula, oferecendo à sociedade, em geral, e às lideranças sindicais, em particular, material de referência sobre os interesses, desafios e prioridades do Governo, em seu primeiro mandato (2003 a 2006).

   
   
Eleições gerais 2010 - orientação a candidatos e eleitores - Julho de 2010

A Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB) e o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), dentro da estratégia de estimular a participação política dos assalariados, em geral, e dos funcionários do BB, em particular, têm a satisfação de co-editar esta cartilha com dicas importantes para as eleições gerais de 2010, tanto para definição dos valores que devem nortear a campanha, quanto para o êxito na conquista de um mandato democrático.

   
   
Quem foi Quem na Constituinte - nas questões de interesse do trabalhadores - 1988

A publicação registra a atuação de cada um dos 573 parlamentares durante o processo de elaboração da Constituição de 1988. Aos parlamentares foram atribuídas notas de zero a dez. As questões fundantes para essa avaliação concentraram-se nas votações de projetos com os seguintes temas: sistema de governo, soberania da economia nacional, democracia participativa, organização sindical, liberdades democráticas, reforma agrária e, sobretudo, direitos sociais dos trabalhadores.

   
   
Cartilha Cidadão Consciente - Maio de 2010

Esta cartilha, elaborada em linguagem acessível pelo jornalista, analista político e diretor de Documentação do DIAP, Antonio Augusto de Queiroz, é mais uma contribuição da entidade à formação da consciência política, ao aperfeiçoamento da democracia e à valorização dos princípios republicanos.

   
   
Reforma Política - a opinião do Parlamento - Maio de 2009

A reforma política é instigante e todos os parlamentares discursam e defendem sua necessidade e urgência. Para colaborar na discussão do tema, o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), com o apoio da Strategos, Empresa Júnior de Consultoria Política da Universidade de Brasília (UnB), realizaram uma pesquisa de opinião com parlamentares sobre a reforma política.

   
   
Guia de votação do Congresso Nacional

A equipe do DIAP levanta os temas de maior polêmica, sendo votações com reflexos sobre os direitos dos assalariados e de interesse geral, sem vinculação com direitos sociais. Os critérios adotados para a seleção das votações são basicamente três: 1) a importância da matéria, seja do ponto de vista político, seja do ponto de vista social; 2) o grau de disputa entre oposição e situação, exigindo-se em cada votação uma oposição superior a 20% da Casa do Congresso, no caso da Câmara de pelo menos 100 votos; e 3) a clareza do dispositivo votado em relação ao objetivo pretendido, de modo a não deixar margens para dúvidas sobre o conteúdo da votação.

   
   
Prefeitáveis - radiografia dos deputados e senadores candidatos

A publicação, que faz parte da série “Atuação Parlamentar”, tem o objetivo de contribuir para a transparência do pleito e para a valorização do voto consciente nas eleições municipais. Apresenta um balanço da atuação dos deputados e senadores que disputam os cargos de prefeito ou vice em suas bases eleitorais. O levantamento, que inclui o voto dos parlamentares em dez matérias de interesse da sociedade em geral, e dos assalariados, em particular, cumpre a função de fornecer aos eleitores informações seguras sobre os temas mais relevantes e polêmicos dos dois primeiros anos da 51ª Legislatura (1999 a 2003).

   
   
Agencificação, Publicização, Contratualização e Controle Social - Janeiro de 2000

Com este livro, os estudiosos, servidores e suas lideranças têm acesso a uma reflexão profunda sobre as oportunidades, ameaças e possibilidades desta nova modelagem de organização administrativa, proporcionado uma visão abrangente do problema, inclusive com amparo da experiência internacional, particularmente da Nova Zelândia, da Inglaterra e dos Estados Unidos, entre outros. A publicação deste livro, coincide com o fim do ciclo constitucional da reforma administrativa, condição apresentada pelo Plano Diretor de Reforma do Estado para implementação desse programa.

   
   
Reforma Administrativa no Contexto da Democracia - Fevereiro de 1997

O debate sobre a Reforma Administrativa ganhou ampla dimensão a partir do momento em que o presidente Fernando Henrique Cardoso enviou ao Congresso a Mensagem 886, submetendo sua Proposta de Reforma do Aparelho do Estado ao exame do Poder Legislativo, em 23/08/1995. O DIAP, para contribuir com o debate sobre este tema, em parceria com a Arko Advice Editorial, convidou o advogado, professor universitário, mestre em Administração e Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Luiz Alberto dos Santos, para elaboração deste estudo.

   
   
Estudo sobre Contrato Coletivo de Trabalho - Abril de 1995

Primeiro número da série “Cadernos Debate”, trata do Contrato Coletivo de Trabalho, antiga bandeira do movimento sindical, que estranhamente, está sendo erguida, também, pelos defensores das idéias neoliberais. O companheiro Ulisses Riedel, fundador do DIAP, mergulhou a fundo no assunto, chegando até mesmo a empreender rápida viagem ao exterior para conhecer de perto a realidade dos trabalhadores na Europa e Estados Unidos decantada por aqueles que propagam a flexibilização total dos direitos nas relações de trabalho. O livro é um importante instrumento em defesa das conquistas dos trabalhadores.

   
   
Reforma da Previdência - Quem ganha e quem perde - Outubro de 1997

A cartilha "Reforma da previdência: quem ganha e quem perde" é o resultado do acompanhamento da tramitação da Reforma da Previdência. O DIAP tem notado que infelizmente a sociedade brasileira não conhece o funcionamento do sistema de proteção social consubstanciado no Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Sendo assim, fica difícil saber se as fórmulas adotadas por outros países, bem como a Proposta de Emenda à Constituição 33/96, no Senado, são adequadas para o Brasil.

   
   
A nova reforma da Previdência Social - Agosto de 1995

Com o intuito de contribuir para o debate da Previdência Social no instante em que o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso propões profundas mudanças em nossos sistemas de proteção social, o DlAP desafiou seu ex-presidente Ruy Brito, um especialista na matéria, a produzir um estudo sobre o tema para publicação no segundo número da série Cadernos Debate, do DlAP.

   
   
Relatório de Pesquisa sobre a Reforma da Previdência - Fevereiro de 1998

Este estudo, elaborado pelo advogado, mestre em Administração e Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Luiz Alberto dos Santos, traça um panorama do sistema previdenciário vigente no Brasil, mostra os principais aspectos das mudanças propostas pelo Governo FHC. Apresenta, ainda, alternativa para uma reformulação efetiva da Previdência Social. O conteúdo deste estudo, extremamente didático, serve para que o trabalhador esclareça suas dúvidas a respeito de Previdência.

   
   
Balanço dos dois anos do Congresso na era FHC - Janeiro de 1997

Passados dois anos de mandato, tanto dos parlamentares quanto do Presidente da República, o DIAP, a partir de informações qualitativas e quantitativas, decidiu fazer um balanço dos dois anos do Congresso na era FHC. O levantamento, além de desfazer alguns mitos criados pela imprensa sobre a atuação do Poder Legislativo em relação ao Poder Executivo, testa a coerência dos titulares desses poderes na implementação de suas propostas e agendas de trabalho, que foram antecipadas: a) no caso do Parlamento, na edição especial do Boletim do DIAP de outubro de 1994, logo após a eleição dos deputados e senadores, sob o título "Radiografia do novo Congresso", e b) no caso do Governo Federal, no Boletim de janeiro de 1995, sob o título "Perfil e Propostas do governo FHC".

   
   
Movimento Sindical - Passado, Presente e Futuro

Publicação que faz da série Estudos Políticos, apresenta de forma resumida, um pouco da história do movimento sindical no Brasil. O texto foi dividido em três partes históricas: passado, presente e futuro com ciclos, períodos e fases, como forma de facilitar a leitura e entendimento dos leitores. A publicação também antecipa tendências e ameaças do futuro do movimento sindical.

   
   
DIAP de Frente para Historia - Marco de 2003

Em comemoração aos 20 anos a serviço da cidadania, o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) publicou o livro "Diap de Frente Para História" onde conta toda sua história em defesa dos interesses dos trabalhadores. Lembra o idealizador, advogado trabalhista Ulisses Riedel de Resende, que no ano de 1968, em sua viagem de estudo aos Estados Unidos para conhecer a sua organização sindical, a convite daquele governo, lhe chamou atenção para a existência de um Departamento dentro da central sindical norte-americana, a AFL-CIO, chamado Legislativo, encarregado de acompanhar os projetes de lei no Congresso Nacional, oferecendo subsídios, defendendo posições, informando aos parlamentares as expectativas dos trabalhadores, aos trabalhadores a atuação parlamentar e dando notas aos parlamentares pela atuação a favor ou contra os trabalhadores. O livro com a cronologia do DIAP é em formato de depoimentos de autoridades públicas, consultores e assessores sindicais.

   
   
Quem foi Quem na Camara Distrital

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) editou duas obras biográficas e analíticas da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A publicação foi idealizada para fornecer à sociedade, em geral, e aos trabalhadores, em particular, informações sobre a composição e tendências políticas do Poder Legislativo local.

   
   
Jornal do DIAP

O Jornal do DIAP registra, em edição mensal, os principais temas da conjuntura, com dados, informações e análise sobre os temas de interesse direto dos trabalhadores, servidores, aposentados e cidadãos de um modo geral. São informações a respeito da vida política, econômica e social dos brasileiros, além de recomendações que possibilitem a instrução de ações de cidadania.

   
   
Quem foi Quem - nas matérias de interesse dos assalariados - 1999/2003

Com a proximidade das eleições gerais de 2002, nas quais os eleitores brasileiros irão sufragar o Presidente da República, 27 governandores, 54 senadores, 513 deputados federais e 1.059 deputados estaduais, o DIAP, no cumprimento de sua missão institucional de contribuir para a transparência do pleito e para a valorização do voto cosciente, publica um balanço da atuação dos deputados e senadores nestes três anos e meio da 51ª legislatura , iniciada em fevereiro de 1999.

   
   
A Cabeça do Congresso Nacional - Quem é Quem na Revisão Constitucional

O DIAP, antevendo a importância da revisão constitucional para todos os trabalhadores e cidadãos, iniciou em janeiro de 1992 um projeto de pesquisa com o objetivo de entrevistar os parlamentares e antecipar para a sociedade em geral, e para as lideranças sindicais e populares em particular, a tendência do Congresso Nacional em relação aos diversos temas que serão debatidos e deliberados por ocasião da Reforma da nossa Constituição, prevista para outubro de 1993.

   
   
Quem foi Quem - nas reformas constitucionais

Como faz em todo final de legislatura, o DIAP produziu um levantamento da atuação dos parlamentares, prestando conta da atuação dos representantes do povo no Congresso Nacional. Desta vez, pela importância das votações havidas, editou o livro Quem foi Quem nas Reformas Constitucionais, uma publicação que certamente fará história. Com ela, o DIAP cumpre a missão, talvez sua principal atribuição estatutária, de fornecer à sociedade em geral, e aos trabalhadores em particular, informações seguras sobre o desempenho dos parlamentares em votações que digam respeito a direitos e interesses dos trabalhadores urbanos e rurais, do setor público e privado, dos aposentados e pensionistas, acrescidas de outros temas de relevância para os cidadãos e eleitores.

   

Nós apoiamos

Nossos parceiros